Feed on
Posts
Comments


Por Liliane Fonseca

De tanto debatermos o tema “Geração Y”, podemos encontrar uma lista imensa de características e rótulos que já viraram clichê. Boa parte do que circula no tal senso comum é dito por quem não faz parte do grupo em questão, mas nossa geração se posiciona e participa desse debate defendendo nosso ponto de vista, principalmente na internet.

É curioso visitar sites, blogs e fóruns aonde jovens conversam, comentam, questionam e trocam idéias com autores e executivos, quase de igual para igual, mas você já fez isso com o seu gestor?

Tenho percebido que o mundo digital proporciona uma proximidade que às vezes não temos no dia a dia. Se você segue o Twitter de uma pessoa que admira, você praticamente se insere na rotina dela, e se permite retwittá-la ou mandar mensagens (sabendo que será lida). Quando você está na internet é como se estivesse aberto a ser visto, comentado e pronto para interagir.
Toda essa introdução sobre o relacionamento que a internet permite construir é para fazer um paralelo com o tema central desse texto: como é o relacionamento com o seu gestor? É tão próximo como o que você tem com aqueles que você segue no Twitter ou nos blogs que acompanha?

Talvez a internet atraia os jovens exatamente porque permite com muito mais facilidade criar relacionamento e, definitivamente, a Geração Y necessita se relacionar. Crescemos em redes e não deve ser surpresa para ninguém que uma tarefa seja muito mais agradável quando é solicitada por alguém que temos algum outro tipo de ligação.

Ok, isso se aplica a qualquer pessoa, mas nos Y essa característica é mais acentuada. Se o relacionamento com o seu gestor é distante e se limita ao que “deve ser feito”, a produtividade pode ser boa, mas não será excepcional.

O contexto que em a Geração Y está inserido é muito maior que apenas o trabalho. Queremos qualidade de vida e valorizamos muito o que podemos fazer depois do horário comercial. Perceber que o emprego não é tudo para nós, é fundamental no relacionamento com os gestores.

Se o chefe percebe isso, dá abertura e cria um relacionamento saudável, será muito mais fácil envolver o funcionário, motivá-lo, além de ser mais simples compreender nossa intensa necessidade por feedback e flexibilidade.

Ah! E se alguém ainda não percebeu que um bom relacionamento é a base para gerar comprometimento e também uma poderosa ferramenta de retenção, talvez seja a hora de rever seus conceitos sobre Geração Y, não?

*Texto publicado no site Minha Carreira

Related Posts with Thumbnails

One Response to “Bom dia, meu nome é Y. Vamos ser amigos?*”

  1. DILON disse:

    Olá Liliane!
    Olha, realmente vc está certa em suas colocações. Os clichês viraram parte de uma geração em diversas épocas! Influenciando gerações a mudarem seus comportamentos! Suas atitudes.
    Mas o que me preocupa é a forma como esta geração Y leva a influência de redes sociais a ponto de valores serem distorcidos, desrespeitados a ponto de um círculo vicioso de comportamentos, até mesmo na linguagem, serem inseridos no dia a dia! Conheci pelo Twitter uma pessoa que morava ao lado de uma outra no mesmo prédio, vizinhas. Foi apenas se conectarem pelo Twitter e as relações de convívio passaram a ser virtuais! Como você mesmo vem percebendo que o mundo digital proporciona uma proximidade que às vezes não temos no dia a dia. Se você segue o Twitter de uma pessoa que admira, você praticamente se insere na rotina dela, e se permite retwittá-la ou mandar mensagens (sabendo que será lida). Quando você está na internet é como se estivesse aberto a ser visto, comentado e pronto para interagir.
    Toda essa introdução sobre o relacionamento que a internet permite construir é para fazer um paralelo com o tema central desse texto:eu denominaria O PODER PARALELO em homenagem a “o Quarto Poder” filme que mostra como uma opinião pode ser manipulada” Mad City”jovens sem limites torcidas organizadas promovem marcam algo parecido etc. http://twitcam.livestream.com/
    ex.http://blogpop.com.br/ Bloglines se especializando um alerta já vem sendo mostrado http://noticias.r7.com/videos/jovens-transmitem-cenas-de-sexo-ao-vivo-na-internet/idmedia/e99269139dda247e35d262809dfed305.html
    mudanças vão acontecer não a como negar mais que geração esta sendo formada? #…

Deixe Seu Comentário